7.12.09

Os Homens da Maratona

Com inicio e fim no Estádio 1º de Maio, foi levado a efeito, neste Domingo às 9h, a 24ª Maratona de Lisboa.

Estava inscrito na Meia-Maratona que iniciaria na Praça do Comércio às 10h30’, mas a minha finalidade era estar com a malta que iria fazer a Maratona. Tendo feito já por 4 vezes é, para mim, a prova que demarca os limites iniciais da resistência humana. Meia-Maratonas há aos “milhares” por esse mundo fora, mas Maratonas há em número muito mais reduzido e atletas para a fazer não são muitos embora muitos a façam, mas na desportiva, tanto dá em fazer em 5 como em 6 horas.

O CCD de Loures tinha dois atletas inscritos para a Maratona, o Costa e o Joaquim Adelino.

Cheguei ao Estádio às 8h12’. O grupo já lá estava pois alguns elementos iriam participar na Estafeta que decorreria ao mesmo tempo que a Maratona.

CCD de Loures


Abraços aqui e ali. Conhecidos que iriam fazer a Maratona, o António Almeida, o Luís Mota, o Carlos Coelho (Parabéns Carlos, para quem começou há pouco tempo fazer já duas Maratonas, Porto e Lisboa, é obra), o Fernando Andrade apresentado pelo Joaquim) e o José Magro. Também ali fui encontrando outros conhecidos, o Fábio Dias, o Joaquim Ferreira, o Camacho, o Américo Costa e tantos outros que fazem parte das minhas memórias de dezanove anos de corrida.


Joaquim Ferreira, Fábio e eu (Foto Vítor Moreira)


A adrenalina subia consoante a hora da partida se aproximava. O grupo começou a formar junto ao insuflável da partida. Os familiares em alvoroço incentivavam os atletas, principalmente os espanhóis com o seu “venga, venga” eram os mais esfuziantes.

A partida foi dada. Foi uma confusão pois uns deram duas voltas à pista outros só uma, mas depois lá acertaram e partiram para a estrada.

Ali fiquei a tentar descortinar os conhecidos para a foto da praxe e o Joaquim quase que me “entrava” pela objectiva!

Adelino


Não te vi inicialmente amigo Carlos Coelho mas tu viste-me e só te pude desejar uma boa prova.

O nosso grupo na Estafeta ficou num bom 9º lugar entre 67 equipas.

A partida, ao lado do José Lopes, foi, para mim, num local simbólico, junto ao “Martinho da Arcada” local ligado a Fernando Pessoa e que ali foi apanhado em flagrante “delitro”!

F. Pessoa

Na foto em cima Pessoa “apanhado” em flagrante...


Fiz a Meia-Maratona com o Vítor Veloso cunhado do António Almeida. Pelas bermas encontrei corredores a serem assistidos pelos companheiros enquanto as sirenes das ambulâncias se faziam ouvir constantemente para prestar assistência a quem dela necessitava. O tempo (1h53'58'') para mim era o menos importante e quebrei nos últimos 500 metros. Uma pequena dor no gémeo direito (cãibra) fez com que tomasse a melhor atitude (mesmo com o incentivo do amigo Vitor Moreira),... andar esses metros finais!

... E ao Estádio 1º de Maio, data significativa da luta dos trabalhadores, foram chegando aqueles homens e mulheres, que lutaram contra os km, o vento, as rampas e como tal são todos uns vencedores!

Costa    Adelino

Costa e Adelino à chegada



Bem-Hajam!

7 comentários:

Joaquim Ferreira disse...

Olá Mário Lima!

Foi óptimo ter-te encontrado no Estadio 1º Maio, também eu ali estava para ver a partida dos meus antecessores na Estafeta (iniciei na Rua do Ouro) e para o "Social", como diz o Joaquim Adelino!

Quanto à tua "Meia Maratona" só tens é que te orgulhares por tê-la terminado, como o farias se fosses correr a Maratona!

Parabéns pela Corrida!

Quanto ao "almoço", vamo-nos então inscrever no III Encontro de Bloguistas, na Costa Caparica, em Maio próximo!

Um abraço!

Fábio Pio Dias disse...

Olá amigo Mário!

Espero que esteja tudo bem desde Domingo. Uma vez mais é com imensa alegria que gosto de o ver/rever pessoalmente sempre com a boa disposição e amabilidade que o caracteriza.

Quanto à prova mais uma para juntar ao já brilhante currículo desportivo, e que não está ao alcançe de todos.

Um abraço e uma boa semana!

JOSÉ LOPES disse...

Olá Mário

Parabéns por mais uma prova concluída desta vez uma meia maratona o que não é fácil (eu que o diga)

A propósito da Maratona
Não sei até que ponto fará bem ou mal à saúde a um atleta com mais de 56 anos correr uma maratona ou mais.( penso que nem os especialistas sabem)

Todo o esforço a dispender na prática desportiva deve estar de acordo com a idade.(penso eu)

Ainda as camisolas deitadas no lixo nestas grandes provas. Deveria haver recipientes de recolha, para posterior entrega a quem necessitar.Na corrida da ponte são às centenas.

Continuação de bons treinos
e de muitas provas com um bom desempenho

Com os cumps
J.Lopes

JOSÉ LOPES disse...

O desafio da meia maratona da areia em Maio, é um desafio aliciante vamos a ver como decorrem os treinos e as provas até lá.

Com os cumps

J.Lopes

António Almeida disse...

Olá Mário
parabéns pela tua prova e pelo relato aqui neste espaço com a qualidade a que já estamos habituados.
Obrigado também pela força e pela simpatia.
Grande abraço.

joaquim adelino disse...

Olááááá.
Obrigado Mário pela força sempre presente na Maratona de Lisboa, principalmente no final, altura em que acabamos a abanar e um estímulo é sempre bem vindo. Felizmente acabei bem e não fora os ténis e com certeza as coisas tinham corrido melhor.
Parabéns pela tua prova, por pouco esquecias-te dela. Faz-te falta o endurance mas isso tem que ir aos poucos, pois quero-te lá ao meu lado na Meia da Areia em Maio.
Copiei as fótos em que eu estava para o meu album, espero que não te importes.
Estranhamente e contra o que é habitual, desta vez não tirei qualquer fóto, vale-me que vocês trataram disso e depois também me faltaram os meus "2 bombeiros".
Um abraço

Vitor Veloso disse...

Olá Mário
Parabéns pela sua prova foi excelente.
Mais uma vez agradeço a pachorra que teve para comigo. Foi uma bela meia maratona que fiz na sua companhia.
Grande abraço