3.5.10

Corrida 1º de Maio

Em 1886, realizou-se uma manifestação de trabalhadores nas ruas de Chicago nos Estados Unidos da América.

Essa manifestação tinha como finalidade reivindicar a redução da jornada de trabalho para 8 horas diárias e teve a participação de milhares de pessoas. Nesse dia teve início uma greve geral nos EUA . No dia 3 de Maio houve um pequeno levantamento que acabou com uma escaramuça com a polícia e com a morte de alguns manifestantes. No dia seguinte, 4 de Maio, uma nova manifestação foi organizada como protesto pelos acontecimentos dos dias anteriores, tendo terminado com o lançamento de uma bomba por desconhecidos para o meio dos policiais que começavam a dispersar os manifestantes, matando sete agentes. A polícia abriu então fogo sobre a multidão, matando doze pessoas e ferindo dezenas. Estes acontecimentos passaram a ser conhecidos como a Revolta de Haymarket.

Três anos mais tarde, a 20 de Junho de 1889, a segunda Internacional Socialista reunida em Paris decidiu por proposta de Raymond Lavigne convocar anualmente uma manifestação com o objectivo de lutar pelas 8 horas de trabalho diário. A data escolhida foi o 1º de Maio, como homenagem às lutas sindicais de Chicago. Em 1 de Maio de 1891 uma manifestação no norte de França é dispersada pela polícia resultando na morte de dez manifestantes. Esse novo drama serve para reforçar o dia como um dia de luta dos trabalhadores e meses depois a Internacional Socialista de Bruxelas proclama esse dia como dia internacional de reivindicação de condições laborais.


1º Maio - Chicago

Fonte: Wikipédia

Este intróito sobre o 1º de Maio tem, para mim, a finalidade de alertar aqueles que nos insultam durante o percurso mandando-nos trabalhar e buzinando impacientes, de que deveriam guardar as energias para quem durante 364 dias nada fazem e nos chupam o suor do rosto e não para quem durante esses 364 dias trabalham para os sustentar.

De novo, como todos os anos acontece, voltei à prova que desde 1992 (56’41’’) não deixo de participar exceto por motivos de força maior. Nunca participei nesta prova pelo facto de ser organizada por determinada central sindical mas sim porque é uma forma de homenagear a mim e a todos os trabalhadores de todo o mundo. É um dia a nós consagrado e nada melhor que reunirmos com os amigos em ambiente festivo e calcorrear as ruas da capital. O pessoal do CCD de Loures, a família Almeida, a do Veloso, o Luís Parro, o Fernando Andrade, o Zé Magro e mãe, o Joaquim com os seus “muchachos”, o Fábio e o Hamilton, o Carlos Coelho, o Pedro Ferreira e o Zé Pedro, enfim tantos e tão bons amigos que isto começa a parecer uma bola de neve. Éramos poucos e agora já há uma “família” enorme de “bloggers” e não só, em jornadas de convívio que terá na meia da areia na Costa da Caparica a sua confraternização.

Comecei e acabei com o amigo João Melo. Foi “rebocado” por ele nos últimos kms pois tenho tido uma pequena dor no tendão de Aquiles do pé direito que vai-se manifestando nas subidas. Mas ele foi impecável, não me deixando ficar para trás e depois da subida do Areeiro foi o culminar já dentro do estádio com o abraço amigo por mais uma etapa cumprida no tempo de 1h15’58’’. Obrigado João!


Depois foi um aguardar junto aos amigos pelo términus dos restantes companheiros sempre com incentivos, alegria e a foto para a posteridade.

Convívio final com as pequenas Carolina e Vitória


Fiquei satisfeito em saber que mais uma jornada de convívio, em companhia de muitos destes amigos, se vai cumprir na famosa Geira Romana. Serão 50 km de franca camaradagem... e nunca mais chega o dia!

Arrivederci!



~ Outras Fotos ~




Isabel Almeida Ruth Veloso
AmmaClassificações

9 comentários:

Pedro Ferreira disse...

Segui-vos que nem uma sombra até aos 10km, mas aquela subida atrasou-me um pouco.
Parabéns por mais uma excelente prestação e espero ver-te em Coruche!

Anónimo disse...

Companheiro
parabéns por esta e pelo conjunto de participações nesta corrida do 1º de Maio.
Para mim foi a 4ª consecutiva depois de ter feito a mini em 2003 na companhia e a correr(imagina) do Vitor, Isabel e Ruth...
Ainda anterior a esta Corrida do 1º de maio participei em 1979 na prova organizada igualmente pela GCTP e incluída nas comemorações desse 1º de Maio de 1979, com partida dos Restauradores e chegada na Alameda, fiquei em 27º da geral e entre os primeiros do escalão júnior, outros tempos...
Próxima fim de semana será de "Pontes" com o objectivo da "areia" na semana seguinte e Geira duas semanas depois...
Boa semana e grande abraço.
Teu amigo corredor (beijos das "meninas")

Maria Sem Frio Nem Casa disse...

Muito bom Mário Lima. Adorei ler.

Ja a fiz muitas vezes, este ano não. Como o Mário, sempre a fiz com o objectivo (também) de não esquecer o 1º Maio!

Um beijinho e gostei muito deste seu texto sobre a Corrida e não só!

Ana Pereira, algo arredada, mas ainda sim, não desaparecida

JOSÉ LOPES disse...

Olá Mário

Mais um bom texto descrevendo uma corrida, com uma elucidativa introdução histórica e uma boa prestação desportiva.

Quem não corre não compreende e buzina, temos que os desculpar.

Se não me engano, no ano passado corremos essa prova lado a lado durante alguns kms este ano não participei ainda é cedo para uma prova de 15 km.


Um bom desempenho nas próximas provas que se avizinham.

com os cumps
J.Lopes

Fábio Pio Dias disse...

Olá amigo Mário,

Mais um belíssimo texto, que caracteriza este blogue e com a qualidade a que já nos acostumou.

Obrigado, pela força nos metros finais, como sempre disposto a ajudar, espero que também faça uma boa prova em Coruche eu irei fazer a 1/2 de Setúbal , e sendo assim veremos-nos para mais um momento de confraternizaçõ e degustação na Costa da Caparica.

Aquele abraço!

Vitor Veloso disse...

Amigo Mário,
Que bom ter-me juntado a família corredora e com agrado que vejo que dia para dia aumenta.
Mais uma manha em ambiente festivo em que partilhamos a amizade que existe.
E verdade a equipe TANDUR vai estar presente na GEIRA ROMANA.
A noite de Kuduro, imagino com "Quimbundo" foi ouvir e dançar ate não poder mais!! Quem foi o "DJ" da noitada?
Ate Coruche, espero que esteja presente.
Boa semana
Grande abraço
Vitor Veloso

JAM disse...

Olá Mário, pelo que pudemos observar nas pessoas, durante o percurso, existe muita falta de cultura desportiva e muitos dos que incentivavam e aplaudiam, eram estrangeiros-turistas. Penso que o número de praticantes está a aumentar e pode ser que as mentalidades mudem...para melhor. Quanto à prova foi um prazer ter corrido a teu lado, pois além de aprender mais um pouco também me senti contagiado pela tua boa disposição e pelos incentivos que vias dirigindo aos companheiros de corrida. Apesar do problema físico que teima em te apoquentar, fizeste uma boa prova, realçando a ponta final. Um abraço!

luis mota disse...

Olá Mário!
Gostaria de lhe agradecer as palavras e conselhos que tem deixado no tomaracorrida.
É pessoa por quem tenho elevada estima e consideração e recebo com admiração e alegria os seus comentários.
Só hoje consegui aceder ao seu blogue. Não sei o motivo de apenas visualizar a foto no Castelo do Bode, perto da minha casa e não aceder ao restante conteúdo.
Hoje lá consegui ler as suas últimas aventuras, das quais ressalta a corrida no dia 25 de Abril, data que está para sempre ligada à sua história de vida.
Infelizmente não estaremos no 3º meeting, onde seria uma grande alegria para nós estar ao seu lado, na Costa mas certamente nos voltaremos a encontrar brevemente.
Aproveito para lhe enviar um forte abraço da família Mota.

ana paula pinto disse...

Hoje "corre o Mário" e corre muito bem.

Que agradável ter descoberto mais este cantinho de um grande atleta!

Cumprimentos.