5.12.11

Maratona - Objetivo Cumprido!



Depois de uma longa ausência (14 anos) o regresso à mítica distância de 42,195 km, a Maratona.

O objetivo do meu regresso era o de ajudar um companheiro a concretizar um sonho, o de fazer, pela primeira vez, a Maratona.

Confesso que estava um pouco hesitante na minha prestação. Mesmo depois tantas outras provas de igual distância (Melides/Tróia) ou de grande dificuldade como o são as provas de trilhos, era com ansiedade que aguardava este dia. Mas parece que quanto mais se pensa que as coisas poderão não correr bem é quando elas correm melhor. Foi um espetáculo, não pelo tempo final (devido a uma série de situações) mas pela frescura com que concluí esta prova.

No início lá estava a equipa que iria do princípio ao fim para apoiar a estreia dos dois novos maratonistas (juntou-se depois um terceiro, o Ivo Rosa).

Henriqueta, Carlos, Jorge, eu, José Lopes e a presença do Joaquim Adelino. Foto: José Lopes

O andamento foi um pouco superior ao que estava delineado que eram 6´/km. Mas estávamos em sincronia e sem esforço aparente para qualquer dos participantes.

Perto de Belém o grupo compacto. Foto: Lu Alves

A prova decorria com boa disposição e os km eram bem palmilhados, um dos estreantes começou a apresentar dificuldades tendo ficado o Carlos para trás para o ajudar enquanto eu e Henriqueta continuávamos a 'apadrinhar' o nosso 'afilhado'.

Aos 35 km, começaram as dificuldades para ele mas sempre tentando não parar o que aconteceu. Andando e correndo fomos indo. Na subida da Alameda, como estávamos a perder o ritmo e a ficar com frio, e incentivados pelo nosso companheiro, eu e a Henriqueta corremos até ao portão de entrada do Inatel onde aguardaríamos a chegada dele para cortar a Meta. Foram dois km em bom ritmo (até nem parecia que tínhamos já 40 km nas pernas) e à entrada fomos aguardando pelos companheiros. Vem o Carlos mais o Jorge e a Henriqueta acaba a prova com eles.

Eu aguardo e vejo o Joaquim Adelino, o António Almeida (um bom regresso do António depois da lesão) em apoio ao José Lopes. Junto-me ao grupo e os três (o António saiu antes, já que tinha terminado a sua prova) finalizamos de braço no ar a estreia deste novo Maratonista.


Foi uma prova muito agradável, infelizmente já não havia nem sumos nem massagens para os que chegaram 'fora-de-horas' para a organização, mas ficou a sensação de dever cumprido e isso é o mais importante.

No fim o descanso dos 'guerreiros' aguardando a chegada de mais dois estreantes na Maratona, os amigos Fábio Dias e o irmão Hamilton 'apadrinhados' pelo José Magro (o Ivo Rosa acabou logo de seguida).

Já em descompressão. Foto: José Lopes

Foi uma Maratona de estreias e finalizada com sucesso.

Parabéns a todos nós!

  • Classificação da Maratona


  • A nossa classificação

    14 comentários:

    Carlos Alexandre disse...

    Parabéns

    Jorge Branco disse...

    Grandes heróis!
    Eu nunca fiz estas maratonas dos tempos modernos!
    As minhas modestas 4 maratonas foram contra-relógios (quase) sozinho!
    Se o ambiente de Lisboa nada tem a ver com as grandes maratonas internacionais igualmente nada tem a ver com as maratonas da década de 80 em que era um punhado de "malucos" a correr.
    Um abraço a todos!

    Josué Lima disse...

    Um regresso mano com outra motivação, com outro ritmo, mas sempre com a melhor das disposições. Esse "apadrinhamento" foi por certo fantástico para os "afilhados" por a terem concluído e por terem sido ritmados pela experiência dos "padrinhos". Por certo que maratona terá ganho mais três adeptos dessa mítica distância. A falta de sumos e de massagens é que não se compreende pois o circuito ainda estaria aberto mas de vez em quando as organizações vão "falhando" .Mas o importante, como bem o dizes, foi terem chegado e com sucesso. Abraço.

    JoaoLima disse...

    Parabéns a todos pelo grande feito e união!

    Pedro Ferreira disse...

    Parabéns Mário! Prova superada!

    Anónimo disse...

    Mário,
    Correr na vossa companhia foi fantástico não dei pelo tempo ir passando naquela primeira metade. No entanto relembro-me de umas palavras que me disseste por duas vezes (que foi algo género “não precisas acelerar” ou “abranda”) mas um inexperiente é um inexperiente, e essas palavras ficaram na cabeça na segunda metade da corrida ;)!!!
    Não sei de quem foi a ideia, mas pouco depois de começar a descolar aproximou-se uma outra cara que não me era estranha desta ou de outra corrida que pelo que fiquei a perceber é o Paulo Lapão (corrijam-me se estiver engando) que me disse: “És o Ivo? O teu grupo vai ali a frente vou ajudar a recolocar” por esta altura a minha passada estava constante mas já tinha baixado um pouco, um grande obrigado ao Paulo Lapão por este apoio e este espirito de interajuda.
    Quanto ao Mário mais uma e pelos vistos em grande forma, acho que não fizeste uma maratona mas sim um PASSEIO.

    Ivo

    Carlos Melo disse...

    Parabéns! De volta a esta distância, certamente pra continuar.

    Bela jornada! Belas fotos com experientes e com novos Maratonistas.

    Abraço.

    Anónimo disse...

    Parabéns Mário, és grande!
    Uma honra chamar-te amigo.
    Com admiração,
    António Almeida

    luis mota disse...

    Olá Mário
    Com um padrinho assim a Maratona é memorável!
    Grande grupo onde a entreajuda fizeram desse um dia inesquecível. Parabéns a todos!
    Luís Mota

    Fábio Pio Dias disse...

    Grande Mário!

    Depois de 14 anos de ausência de volta à ribalta pela porta grande e como sempre disponível para ajudar e criar espiríto de camaradagem e amizade!

    Obrigado por ter esperado por nós!

    Um grande abraço!

    Mário Lima disse...

    Obrigado a todos pelos comentários deixados.

    Ivo, foi realmente o Paulo Lapão que foi ter contigo. Sem haver conversa entre nós, mas uma chamada de atenção para os que iam ficando para trás, cada um dos que iam no grupo disponibilizava-se para apoiar esse companheiro.

    Assim o Paulo foi ter contigo, o Carlos de apoio ao Jorge que também se atrasou, eu e a Henriqueta com o José Lopes.

    Isso é que foi admirável, sem haver um compromisso inicial com todos os que se iam estrear, houve essa entreajuda que deu como resultado o finalizar da Maratona de todo o grupo.

    Quanto ao facto de ter-te dito o que disse. A experiência ensinou-me a refrear os ímpetos. Uma Maratona não são dez mil metros. Quando 'abusámos' de início mais cedo ou mais tarde pagámos por isso. Foi por esse motivo que te aconselhei a não teres outro ritmo que não aquele em que íamos. Revezava com a Henriqueta de forma a manter o grupo sempre unido num ritmo constante e pouco desgastante.

    Tudo isso aprende-se com o tempo, o importante foi todos termos terminado com maior ou menor dificuldade. A medalha ganha, ficará como garante de que os sonhos também se conquistam, basta fazer por isso!

    .JOSÉ LOPES disse...

    Olá Mário
    Grande manhã desportiva

    Parabéns pela concretização de mais uma Maratona.

    Excelente condição fisíca a tua e a da Henriqueta principalmente naquela "maldita" subidinha (como dizem).

    Ao longo do percurso com aquela amena cavaqueira os km passaram sem dar por isso chegámos aos 37 km fácilmente, penso eu.

    O grupo foi formidável quer no apoio aos atletas que se atrasavam, quer na conversa que nos ía distraindo.

    Corremos num ritmo muito confortável sem grande esforço.

    Agora já podes dizer que és maratonista, segundo o nosso amigo Albino Tomás só a partir da 5ª Maratona é que o atleta se pode considerar Maratonista :):)

    Obrigado pelo apadrinhamento, pelos incentivos e pela transmissão de conhecimentos sempre bem vindos e pela espera
    ( seca)junto do estádio é de companheiro, vejo que quando assumes algo é para fazer, agradeço essa ação, sabe bem.

    Penso que tive um bom comportamento desportivo, para uma primeira vez a ultrapassar a distância de 23 km.

    Bem temos de pensar qual será a próxima Maratona :):):)

    com os cumps
    J.Lopes

    João António Melo disse...

    Parabéns amigo Mário Lima, mais uma...entre tantas, e sempre com boa disposição e vontade de ajudar o próximo. Vê-se pela frescura em que chegaste ao estádio (quando te vi)que estás em boa forma. Foi canja! Um abraço!

    Vitor Veloso disse...

    O Super Mário esta de volta!!!
    Parabéns pelo regresso ao grande palco que é a Maratona.
    Objectivo cumprido, qual será a próxima!!
    Forte abraço