25.4.12

3º Raid Atlético Vale dos Barris



... E pelo 3º ano seguido faço o pleno: Sicó, Almourol e Vale dos Barris. Provas que fizeram a diferença entre 18 anos de alcatrão e dois anos de natureza. Nada tem de igual. A camaradagem é outra, o convívio é do melhor, não há a fobia de terminar a prova e ala que se faz tarde.

Quando vejo as minhas fotos de estrada estou, quase, sempre só. Quando vejo as fotos dos trilhos estou quase sempre acompanhado, e mesmo quando estou só, tenho a natureza a envolver-me, o piar dos pássaros, o restolhar na erva, um coelho que atravessa, as ovelhas pastando, o grito do pastor, o cão que corre, o latido que se ouve para levar a ovelha tresmalhada de volta ao redil. O mesmo acontece hoje aos homens neste 25 de Abril. Os cães ladram e o povo abaixa as orelhas.

Vale dos Barris.

Uma prova que no fim de tanta canseira, tanta subida, tanta descida, de uma corda cortada e roubada numa descida ingreme que me fez cair, uma duas, três vezes e um torção no corpo que provoca aquela dor que dói e se deseja não voltar de novo a descer, a subir e ter tanta canseira. Mas no ano seguinte voltamos lá e tudo volta a renascer, como se de uma primeira vez se tratasse.

Com Xhervelle Chantal


... Os moinhos sempre presentes



... E as canseiras também



Tanto se sobe...



Como se desce



Mas a natureza sempre presente



... E o convívio final



... É do melhor que se leva, nesta e noutras provas como esta.

Até pró ano...


2 comentários:

Jorge Branco disse...

O Para e o Comando é sempre a abrir!

Vitor Veloso disse...

Mário,
Mais uma grande prova, uma tripla perfeita.. qual delas a mais dura... mas nada que um comando não possa fazer...
Dois Grande atletas, Pára & Comando!!
Este ano não passei pelo "vale dos Barris", ate pró ano...
Abc
VV