1.8.09

Os 13km da Chesol

Nestes anos de corridas há provas que nos marcam, uns pela positiva, outros pela negativa. Há uma prova, que já não existe, pela qual tinha um carinho muito especial, era “Os 13km da Chesol”, ali para a Aldeia do Juzo – Cascais.

Esta prova, organizada e bem por um clube de bairro, tinha tudo para cativar quem lá ia. Ninguém era esquecido como dizia o panfleto da prova:

Contemplamos os primeiros; Não esquecemos os últimos



E assim era. Desde louça pintada à mão, iogurtes, isostar, óleo, discos, frangos vivos e assados, tudo era ali oferecido aos participantes.

Deles tenho dois “bonecos” de louça, um com os dizeres do nosso grupo, uma ½ libra e uma colectânea de Lp’s de Música clássica.




Se a memória não me falha, o início da prova era a tiro de caçadeira. De 1994 a 1999 (falhei o ano 1998) ali estavam dezenas de atletas prontos para mais uma prova, acarinhados por aquele Clube do Bairro da Chesol.

Aqui com o meu irmão

Infelizmente houve um dia que o pessoal do Clube se cansou e entregou a organização a uma empresa especializada e foi o princípio do fim. A prova já não voltou a ser o que era, já não havia galinhas e perus em cima do palco para gáudio do pessoal quando tentavam fugir e um ano, pura e simplesmente os 13km da Chesol acabou. Acabou, mas ficou a saudade!


Melhor tempo nesta prova: 49’ 55’’ em 1995

Dicas de Verão

O mês de Agosto é por excelência mês de férias, altura que se aproveita para um merecido descanso. Para os que na praia continuam a fazer os seus treinos não esquecer que antes de mergulhar deve:

1º - Aguardar cinco a sete minutos para que a pulsação volte ao normal. Caminhar até que isso aconteça.

2º - Entrar calmamente na água, tendo o cuidado de se molhar de maneira progressiva. Molhar a zona do coração, assim como a nuca e, só então, mergulhar.

3º - Ficar na água de cinco a dez minutos em zona onde a água não ultrapasse a cintura. Descontracção absoluta sem movimentos bruscos.

4º - Quando sair da água limpar–se a uma toalha em vez de “secar” ao sol.

Para todos os que estão ou vão de férias bom descanso, boa viagem e bom regresso. Em Setembro voltaremos a “ver-nos”!

7 comentários:

joaquim adelino disse...

Olá Mário.
Obrigado pela mensagem amiga que deixaste no meu blogue sobre o trail. Os desafios fizeram-se para se vencerem, concluído aquele já estou à espreita de outro, talvez brevemente.
Nunca fiz a Chesol, nesse tempo ainda andava bem longe do CCd, mas foi prova que nunca me atraíu, nem sei porquê.
Bom regresso aos treinos, isto se os tendões o permitiram, como nada dizes sobre isso creio que o pior já lá vai.
Abraço.

Fábio Pio Dias disse...

Olá Mário!

Esta prova da Chesol, parece ter sido uma prova interessante, até pelas ofertas/lembraças originais( frangos, bonecos, louça...)

Este ano se não me falha a memória,fui para aqueles lados Aldeia de Juzo, fazer 13Km entre a Serra e o Mar (corrida de montanha) e se calhar a organização poderá ser a de outrora, pois estava muito bem feita e no final fizeram um churrasco.

Quanto as dicas,como sempre uteís, irei aplicar, pois irei fazer uma semana de praia e aproveitarei para fazer umas corridinhas.

Um abraço

JOSÉ LOPES disse...

Olá Mário

Foi uma agradável surpresa.

Pois, a Costa da Caparica é maravilhosa para quem gosta de correr principalmente quando está maré vazia.

A Joaquina Flores conheço-a de a ver no meio do pelotão. Campiã (não sei quantas vezes)no campeonato do mundo de Veteranas.

Tb já vou nos 50 minutos de treino todos os dias. a partir de Domingo passa a 1 hora

Espero que a lesão esteja debelada.

Carlos Lopes disse...

desconhecia essa prova

JOSÉ LOPES disse...

ERRATA:

Onde está escrito campiã devia estar campeã.


Continuação de bons treinos e claro com calma.

António Almeida disse...

Olá Mário
como diz o José Lopes foi uma agradável surpresa também para mim encontrar-te a correr naquele areal maravilhoso da Costa da Caparica.
Grande campeã a Joaquina Flores.
Abraço.

Anónimo disse...

Olá Mário. chamo-me Joaquim Pombeiro e fui o mentor e organizador desta prova durante várias edições. Foi com grande alegria que encontrei o seu blog a falar tão bem desta prova. De facto o que diz sobre ela é verdade e prémios como os que nós dávamos nunca em outras provas encontrei. Espero um dia voltar a organizá-la (uma vez que nunca mais voltou a ser feita) mas a crise económica não está a ajuda. Mas fica a aqui a promessa que se voltar a surgir no calendário do atletismo português os "13 km da Chesol" é com muito gosto que o irei informar.
Obrigada, Joaquim Pombeiro.